Itapiranga/SC - Terça-feira, 07 de Julho de 2020
www.oestemania.net
Próximos eventos e coberturas fotograficas
Itapiranga/SC
O tempo agora


27 de maio de 2020

Veja a falsa versão da mãe sobre morte do menino Rafael

Ao descrever as roupas com as quais o filho Rafael Mateus Winques, 11 anos, teria saído de casa na sexta-feira, 15 de maio, Alexandra Dougokenski, 33 anos, foi detalhista: camiseta do Grêmio, calça de moletom preta, chinelos e óculos de grau. A informação precisa intrigou a polícia desde o começo. Se a mãe não tinha visto o menino deixar a residência pela porta da frente, como ela alegava que havia acontecido, como podia ter certeza sobre esse ponto? Após a mulher confessar ter matado o garoto, no fim da tarde desta segunda-feira (25), os policiais encontraram o corpo da criança.

Quando relatava as últimas horas que havia passado com o filho, a mãe era detalhista. Descrevia o momento em que havia coberto Rafael na noite anterior ao desaparecimento porque ele estava com o frio. Aquelas descrições integravam as dúvidas que orbitavam a cabeça dos policiais envolvidos na investigação do desaparecimento do menino.

— Ela procurava passar para a polícia uma riqueza de detalhes que ela certamente não tinha como saber — afirmou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Joerberth Nunes, em entrevista coletiva nesta terça-feira (26).

Quando decidiu comunicar o desaparecimento do filho, a mãe procurou primeiro o Conselho Tutelar. Só depois, buscou a polícia, sob orientação das próprias conselheiras. Segundo o relato de Alexandra, ela havia acordado na manhã do dia 15 de maio e o filho tinha sumido. Ela alegava saber da roupa porque essas tinham sido as únicas peças a desaparecer do quarto da criança. Outro fato que intrigava os envolvidos na apuração do caso era a temperatura baixa naquela madrugada. Por que o garoto teria saído de dentro de casa com tão pouca roupa?

— Naquela noite, fez muito frio aqui. Era uma noite muito gelada. É mais estranho ainda que ele tenha saído com tão pouca roupa para a rua — analisou a promotora Michele Taís Dumke Kufner, em entrevista a GaúchaZH, no dia 22 de maio.

Um dia antes, a promotora tinha estado na residência onde Rafael vivia com a família. Michele queria entender como era o local de onde a mãe afirmava que ele tinha desaparecido. Naquele momento, também lhe chamou atenção que Alexandra narrava os fatos de forma cronológica, sem demostrar emoção.

— Não chorava, não se desesperava. Isso nos chamou muito a atenção — descreve a promotora.

Ao mesmo tempo, a polícia tentava desvendar o perfil do menino e o histórico da família. Rafael era descrito pelos colegas, vizinhos e professores como uma criança calma, educada, porém introvertida. Tinha poucos amigos e era bastante introspectivo. Vivia com a mãe e o irmão, de 16 anos. Mas mantinha contato, principalmente por telefone, com o pai. O agricultor, separado de Alexandra há cerca de três anos, reside em Bento Gonçalves, na Serra.

Em Planalto, município de cerca de 10 mil habitantes, o próprio delegado Ercílio Carletti, responsável por coordenar a investigação do caso, costumava ver a criança passar perto da delegacia, sempre acompanhada da mãe. Ia e vinha da escola, sempre sob supervisão da família. O máximo que o garoto costumava ir sozinho era até o mercado próximo.

 

O Ministério Público e o Conselho Tutelar também buscaram levantar o histórico da família. Mas nenhum expediente que indicasse negligência ou maus-tratos foi encontrado.

— Nenhum depoimento indicava alguma desavença dessa mãe com esse filho — recorda o delegado Nunes.

Assim, a polícia seguia trabalhando com diferentes hipóteses: que o menino tivesse saído de casa por conta própria — o que começou a perder força com o passar dos dias —, que tivesse sido retirado da residência por outra pessoa e que tivesse sido assassinado dentro de casa. Uma semana depois de desaparecimento, na noite do dia 22, peritos estiveram na moradia e coletaram amostras, em busca de vestígios de sangue.

A partir dali, o comportamento da mãe começou a chamar a atenção novamente. Alexandra se fechou e evitava dar declarações à imprensa. Contrastava com a forma como, em geral, agem os familiares de desaparecidos, em busca da divulgação do caso. A mulher foi ouvida repetidas vezes pela polícia, de maneira informal e formal (quando presta depoimento). 

 

Na tarde de segunda-feira, mais uma vez passou a ser ouvida pela polícia em Planalto. Antes de Alexandra deixar a delegacia, o delegado Ercílio Carletti disse à mulher que queria conversar novamente com ela, a sós.  

— Questionei outra vez o que realmente tinha acontecido. Eu sabia que tinha alguma coisa errada. Depois dos vários depoimentos que ouvimos, aquelas versões não batiam. E ela então decidiu falar. Se mostrou emocionada e confessou — disse o policial.  

Em uma versão que ainda está sendo investigada pela polícia, a mãe alegou ter matado o filho por acidente, ao medicá-lo com dois comprimidos de diazepam para que ele adormecesse. A perícia confirmou na manhã de hoje que o garoto foi assassinado por estrangulamento. Na confissão, Alexandra disse que brigou com o menino porque ele não queria dormir e nem largar o celular. E, por isso, deu a ele os dois comprimidos. A mulher afirmou que só percebeu a morte da criança durante a madrugada.

—  Ela diz que, ao perceber que o filho estava morto, enrolou ele em um lençol e arrastou o corpo até a garagem dessa outra casa. Mas ela não conseguiu nos responder como sabia que ele estava morto e não apenas desacordado —  disse Nunes.

A própria mãe indicou o local onde estava o corpo do menino, dentro de uma caixa de papelão. A criança vestia exatamente as mesmas roupas que tinham sido descritas por ela. A casa onde o cadáver foi encontrado é habitada, mas os moradores estavam fora do município há alguns dias — desde antes do desaparecimento do menino. A residência fica a cerca de cinco metros de distância da porta dos fundos da residência onde o garoto vivia. A confissão de Alexandra, no entanto, ainda deixa uma série de dúvidas, que seguem sendo apuradas.

A polícia investiga ainda se mais alguém mais teve participação na morte do menino. Outra questão que depende do resultado da perícia ainda em andamento é se o medicamento que Alexandra afirma ter administrado no filho realmente foi usado. Uma das hipóteses é que a criança possa ter sido dopada e depois estrangulada. Isso explicaria, segundo a polícia, o fato de que o outro filho, adolescente, dizer não ter ouvido nada do quarto dele.

A necropsia também deve estimar, com base no estado em que se encontra o corpo, a data em que Rafael foi morto. Alexandra teve a prisão temporária decretada pela Justiça na noite de segunda-feira. A investigação tenta responder ainda o que levou a mãe a assassinar o próprio filho. 

— A versão que ela apresentou não está coincidindo. O motivo que ela alegou cai por terra com o resultado dessa perícia (que identificou a causa da morte como estrangulamento). A motivação é algo que ainda temos que esclarecer — disse o delegado Carletti. 

Fonte: Gaúcha ZH

Fotos RD Planalto e Gaúcha ZH

32 respostas para “Veja a falsa versão da mãe sobre morte do menino Rafael”

  1. Lucila zaleski disse:

    Planalto está de luto. Choramos por fora e sangramos por dentro. Tristeza sem fim.

  2. Jéssica disse:

    Isso não pode ser chamada de mãe e sim de monstro é o que ela é tem que apodrecer na cadeia…..

  3. Genilda aparecida de oliveira disse:

    Na minha opinião não foi a mãe.tem quatro filho homem dois adolescente e dois adultos brigão o tempo todo brigão tanto que esse dias o de 16 quase matou o di 13 apertado o pescoço, tive que mandar o 16 pra ficar com o pai, e muito difícil mais e realidade.

  4. ADELAR MONTEIRO disse:

    Ai estas aa respostas. Entrigas familhares o Pai tbm tem cupas por abandonar os filhos nas mãos de uma doida. Desta ele tbm sabia q os filhos estavam de brigas certo amigos

  5. eunice marques disse:

    ainda tem pessoas que defende um lixo desses…..Por favor,ela confessou e nao demonstrou arrependimento….Só por DEUS

  6. Sonara disse:

    Isso é monstruoso demais. Que motivo teria uma mãe pra fazer isso?. SOU mãe sou avó meu coração sangra de dor com um fato como esse. Que os espíritos de luz acalentem o coração desse anjo.???

  7. Erton Joris dross disse:

    Vcs já pensaram na ipotese em que a mãe apenas está encobrindo ou assumindo a culpada do verdadeiro assassino

  8. Danubia disse:

    Deveria ser prisão perpétua p um tipo de pessoa dessa matar próprio filho

  9. Loreci disse:

    Eu acho que não foi a mãe pra mim foi briga de irmão e acabou acontecendo e a mãe por amor está defendendo o outro filho por isso as investigações não estão batendo.Minha opinião….

  10. leticia disse:

    tambem acho q foi o irmao

  11. Fernanda disse:

    se para pra pensar pode ser mesmo? mas so deus sabe gente , oq leva uma mae fazer isso n sabemos … so q tmb n podemos saber se foi realmente ela , pq algum barulho ela deve ter feito e como ninguem ia ouvir ?
    ta mal contada sim ai tem mais coisa..

  12. Rosi disse:

    Eu acho que o verdadeiro assassino não é a mãe,apenas está protegendo alguém…cabe as investigações esclarecer essa barbaridade…

  13. Fernando disse:

    Tem três coisas estranhas :
    Se ela estrangulou ele na casa, porque o outro menino não escutou os gritos.
    Dizem ter levado dias para encontrar o corpo, porque não estava em decomposição
    E muito mais estranho é pai, vizinhos e a Polícia não terem achado a caixa a 10 metros da casa.
    MUITO estranho!

  14. Maria godoi disse:

    Acredito que se foi a mãe não o fez sozinha. Como ela teria força para carregar e colocar numa caixa de papelão sem nem rasgar a caixa? Tem mais gente envolvida e a mãe está acobertando. Talvez até o outro filho.

  15. Cleuza Graciano de Souza Mendes disse:

    Também acho que não tenha sido a mãe, até pelo fato de o corpo ter sido carregado por ela, nesse caso alguém deve ter ajudado ela a carregar,tenho um filho de 8 anos e não consigo carregar ele p cama qd dorme no sofá , acho que talvez outra pessoa matou e ela só está acobertando ,por medo ou outra coisa…

  16. Marluce Siqueira disse:

    Eu acho que se ela estivesse só acobertando o verdadeiro assassino ela estaria apavorada com o acontecido mas como disseram que ela estava calma eu acho que foi ela mesmo

  17. Eva helena Gomes disse:

    Acho que ela está tentando proteger alguém e se confessa para não denunciar outra pessoa

  18. Claudete Lisboa disse:

    Que polícia fraquinha essa. Não fez buscas pela região? Como não foram na casa ao lado? 4 metros de distância? Tem muita coisa errada.
    E a decomposição do corpo não deu cheiro? Ou foi colocada ali muito tempo depois? Se eu fosse da polícia sentiria vergonha não ter visto uma coisa dessas.

  19. Luisa disse:

    Tenho uma neta q crio ela e espcial acamada ela e minha vida luto pela vida dela todos os dias como uma mae da um remedio para uma criança e dis q n tem intenção de matar . Pela amor de deus isso não e verdade diasepan remedio fortíssimo e comforme a ( ml )
    Mata . Pela AMOR de deus quem ama protege CUIDA ama
    Ela deve ser comdenada eternamente pela lei do homens e por deus

  20. Seni Schmechel Flores disse:

    Acho que não foi a mãe que matou esse menino! Ela está protegendo alguém.

  21. Analu Lauffer disse:

    A polícia não considerou uma casa desabitada que fica a 4 metros da residência? Não faz sentido! Que ‘busca” foi essa? Precisou a mãe indicar que o corpo estava ali, na cara de todos? E se essa criança ainda estivesse viva quando foi largada na casa?

  22. Angelita Oliveira disse:

    Bom gente acho q vcs tem q parar d fala q foi o outro filho o culpado pq ele está cm acompanhamento de médicos, piscigoo e etc..
    Acho q vcs tem q deixa a polícia resolver isso , minha filha e a mlr amigo d irmão d 16anos e ela me falo q ele n sb d nd e q n foi a culpa dele então gente pensa pq vcs estão defendendo ela q fz isso d q culpando uma pessoa q n fz nd aff

  23. Denise Bastos disse:

    Isso mesmo,se o corpo não estava em decomposição por estar dias desaparecido,ele estava apenas dormindo,dopado com esse remédio fortíssimo,essa história tá muito mau contada

  24. Valdenice disse:

    Triste demais , MÃE e pra cuidar , protejer ,,amar , mas assassinar um filho ,,, só Deus pra ter piedade dela , porque eu quero morra gritando

  25. Carmen do Carmo disse:

    Muito triste! Espero que a polícia descubra o que realmente aconteceu e que esse anjo descanse em paz.??

  26. Claudia disse:

    Quem sou eu pra julgar mas o namorado da mãe pro pai com o celular do menino
    Procurando pelo menino não e estranho isso

  27. Neide disse:

    Que está parecendo que encobre algo tá sim

  28. Elza disse:

    Meu Deus! Que horror. O mundo tá perdido. Pobre criança ??

  29. Maria da Luz disse:

    Ela não pode se chama de mãe, porque mãe cuida da carinho oque se chamada é de bandida 30 anos de prisão p ela é pouco teria q apodrecer na cadeia essa lata de lixo..
    bandida tirar a vida do proprio filho porque ela não tirou a propria vida..?

  30. Sonia Maria de melo disse:

    Gente e óbvio que não foi a mãe está tentando proteger um dos filhos.Tem histórico que sempre selou pelo filho.

  31. Sonia Maria de melo disse:

    Ou mesmo esse namorado dela.Cabe a polícia investigar e dar solução.

  32. Simone Valeria Silva Lima disse:

    Só uma investigação mais apurada pra descobrir oque ouve mas quem tem mais coisa a ser és late ida aí nessa história isso tem .
    Uma mãe que sempre selou pelos filhos porque mataria um deles ? Não cabe a mim julgar e nem apontar o culpado cabe as investigações se mais precisa e mais competente nessa história e não ficar trabalhando com hipoteses e sim com sertesas acho as investigações policiais e forenses brasileiras muito precárias e atrasadas onde só trabalham com eu acho eu acredito só com hipoteses .

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

voltar

Últimos vídeos

AGRICULTORES DE ITAPIRANGA

NOSSOS AGRICULTORES de Itapiranga hoje tiveram uma surpresa.Difícil não se emocionar vendo nosso POVO TRABALHADOR assim.

Posted by Portal Oeste Mania on Tuesday, June 30, 2020

 

Enchente em Itapiranga 2014

QUE IDEIA

Posted by Portal Oeste Mania on Monday, June 15, 2020

QUE IDEIA

Trilhando soja como pode

CADA UM TEM A TRILHADEIRA DA HISTÓRIA.TRILHANDO SOJA NA ROÇA DO JEITO QUE PODE.

Posted by Portal Oeste Mania on Wednesday, June 17, 2020

Bons tempos de lavoura que não v...

Vamos dar um passeio?Tem coragem?

Posted by Portal Oeste Mania on Thursday, June 11, 2020

Atravessando o Rio Uruguai em It...

Classificados

Motos
FRANCAR MOTOS ITAPIRANGA

FRANCAR MOTOS ITAPIRANGA

carros
C4L A 2L TEND 2015 na Francar Itapiranga

C4L A 2L TEND 2015 na Francar Itapiranga

© Copyright 2019