Itapiranga/SC - Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020
www.oestemania.net
Próximos eventos e coberturas fotograficas
Itapiranga/SC
O tempo agora


18 de outubro de 2020

Inter bate o Vasco no Beira-Rio e mantém a liderança no Brasileirão

O Inter entrou em campo sabendo que poderia dormir na liderança do Brasileirão. E não desperdiçou essa oportunidade. Com boa atuação especialmente nos 45 minutos iniciais, bateu o Vasco pelo placar de 2 a 0 na noite deste domingo, no Beira-Rio, e garantiu a primeira colocação pelo menos até a partida do Atlético-MG, nesta segunda-feira, diante do Bahia. 

Os dois gols foram marcados no primeiro tempo, ambos com participação do artilheiro do Brasileirão. No primeiro, Thiago Galhardo deu assistência para Edenílson anotar. Depois, sofreu pênalti e ele mesmo bateu para definir a vitória colorada.

Com o resultado, o Inter dorme na liderança do Brasileirão, com 34 pontos, o mesmo número do Flamengo, que venceu o Corinthians por 5 a 1 na tarde deste domingo. Agora, a equipe dá um tempo no Brasileirão e volta suas atenções para a Libertadores. Pela sexta e última rodada do grupo E da competição, enfrenta a Universidad Católica, na quinta-feira, às 21h30min, no Chile. Um empate basta para a equipe avançar às oitavas de final da competição continental.

 

Inter domina e abre 2 a 0 na etapa inicial 

Para a partida, o técnico Eduardo Coudet teve o retorno do artilheiro Thiago Galhardo entre os titulares. A expectativa era que seu companheiro de ataque fosse Yuri Alberto, que entrou na vitória por 5 a 3 diante do Sport e chegou a marcar gol na partida. No entanto, mais uma vez o argentino optou por começar com o uruguaio Abel Hernández como centroavante.

E a primeira boa chance do Inter foi criada em uma jogada já conhecida da equipe de Eduardo Coudet. A bola chegou até o lado direito de ataque, e foi cruzada em direção à área buscando Thiago Galhardo. Sempre posicionado na marca do pênalti, como em outros gols que já marcou no Brasileirão, ele cabeceou forte, no canto esquerdo, obrigando Fernando Miguel a saltar e espalmar para escanteio. 

O Inter dominou as ações nos primeiros 20 minutos. Ficou com a bola e jogou no campo do Vasco, empurrando o adversário e acumulando escanteios em sequência. No entanto, essa superioridade não se transformou em chances muito claras de gol. O colorado tocou muito a bola na intermediária, mas teve dificuldades para infiltrar e agredir o gol de Fernando Miguel.

Quando o Vasco ensaiava uma reação, ficando um pouco mais com a bola, sofreu o golpe. O Inter arrancou em rápido contra-ataque. A bola vinda do meio para a esquerda chegou até Patrick. Ele levou para o fundo e cruzou. Ela percorreu a extensão da área e se apresentou para Thiago Galhardo, e o artilheiro mostrou que também sabe ser garçom. Escorou para Edenílson fuzilar para as redes e fazer um justo 1 a 0 para o Inter no Beira-Rio.

Não demorou muito para a superioridade se transformar em vantagem ainda maior no placar. Abel Hernández e Galhardo tabelaram e, após bola escorada de peito pelo uruguaio, o artilheiro e garçom do Brasileirão foi derrubado por Castán dentro da área, que perdeu o tempo da bola. O próprio Galhardo bateu o pênalti e, sem chances para Fernando Miguel, levou o Inter vencendo por 2 a 0 ao intervalo. 

 

Vasco melhora, mas Inter segura vantagem

Amplamente dominado na etapa inicial, o Vasco voltou com uma postura diferente no segundo tempo. Ficou mais com a bola nos minutos iniciais e foi mais competitivo que o Inter. Com a posse de bola maior do adversário, o técnico Eduardo Coudet demonstrava sua insatisfação aos gritos na beira do campo. Os cariocas, por outro lado, esbarravam na clara limitação técnica da equipe na hora de criar chances mais efetivas para marcar. 

Mas a primeira boa chance do segundo tempo foi do Inter. Em jogada pela esquerda, Uendel cruzou na segunda trave, sempre buscando Thiago Galhardo. O atacante apareceu nas costas da marcação e, de primeira, mandou colocado para o gol, obrigando Fernando Miguel a fazer boa defesa para evitar o terceiro. 

Para tentar mudar um pouco o panorama do confronto e reter um pouco mais a bola no campo de ataque, Coudet fez sua primeira alteração aos 20 minutos. Sacou Abel Hernández, que fez bom primeiro tempo, mas pouco contribuiu no segundo, e colocou Yuri Alberto. O jogador, que será cedido à seleção brasileira sub-20 e desfalcará o Inter nas próximas rodadas, marcou pela primeira vez diante do Sport, na vitória por 5 a 3. 

Já o Vasco viu sua reação inicial arrefecer ao longo da segunda etapa. A pressão exercida nos 15 minutos não foi mantida, e mesmo as raras jogadas em velocidade pelas pontas com Talles Magno diminuíram conforme o cansaço dos cariocas foi aumentando. Assim, o Inter só precisou contar com Rodrigo Dourado e D’Alessandro para voltar a controlar o meio de campo e sair do Beira-Rio com mais três pontos, fundamentais na briga pela liderança do Brasileirão.

 

Campeonato Brasileiro 2020 – 17ª rodada

Inter 2

Lomba; Rodinei, Zé Gabriel, Cuesta e Uendel; Lindoso (Praxedes), Edenílson, Patrick (Rodrigo Dourado) e Marcos Guilherme (Rodrigo Moledo); Galhardo (D’Alessandro) e Abel Hernández (Yuri Alberto). Técnico: Eduardo Coudet 

Vasco 0 

Fernando Miguel; Yago Pikachu, Miranda, Leandro Castan e Henrique; Andrey (Felipe Bastos), Marcos Jr (Guilherme Parede), Carlinhos e Martín Benitez (Vinicius); Talles Magno e Germán Cano. Técnico: Alexandre Grasseli

Gols: Edenílson (25/1T) e Thiago Galhardo (38/1T)

Cartões amarelos: Castán (Vasco); Cuesta (Inter);

Arbitragem: Braulio da Silva Machado (SC)

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 18/10, às 18h15min

Por Correio do Povo

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

voltar

Últimos vídeos

Watch this video on YouTube.

Watch this video on YouTube.

OKTOBERFEST EM ITAPIRANGA
© Copyright 2019